Imagens comprovam que água corrente esculpiu a superfície de Marte

Nova vista espetacular do planeta Marte mostra onde a água corrente um dia esculpiu sua superfície.

Apesar de ser conhecido atualmente como um deserto estéril, há cerca de 3,4 bilhões de anos, o Planeta Vermelho estava inundado de azul, apresentando um grande oceano em seu hemisfério norte, lagos e muitos rios sinuosos.

A detecção de canais de rios secos com mais de 1,6 quilômetro de largura e 198 metros de profundidade mostra como Marte já abrigou água líquida em sua superfície.

Novas imagens divulgadas na última quinta-feira (21) pela Agência Espacial Europeia (ESA) oferecem mais provas do passado aquático de Marte.

As fotos, captadas pelo satélite Mars Express, da ESA, no final do ano passado, mostram uma região antiga, com muitas crateras, que, apesar das eras de erosão, ainda apresenta sinais reveladores de água corrente, registra o site Gizmodo.

Um dia, a água corria encosta abaixo a partir do norte (da direita para a esquerda na foto), criando rios de até dois quilômetros de largura e 200 metros de profundidade, de acordo com a ESA.

A presença de águas antigas correndo em Marte levanta muitas questões, mas elas seguem sem resposta e servem como um apelo para que mais estudos sejam feitos sobre Marte.

sonda vistoriando Marte
sonda vistoriando Marte

Renova Mídia


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *