Gerador elétrico: Tudo o que mudou desde o surgimento

Conheça toda a evolução do gerador de energia elétrica desde o seu surgimento até os dias atuais

Muita gente não sabe, mas o primeiro gerador de energia elétrica foi inventado em 1866 pelo cientista alemão Werner von Siemens.

Mas, para ele conseguir chegar até onde de fato chegou, inúmeros pesquisadores estudaram todos os princípios do eletromagnetismo, como é o caso do inglês William Gilbert, que dedicou uma obra toda para descrever a força da atração magnética.

Depois de muitos experimentos e pesquisas, a primeira máquina foi desenvolvida por outro alemão – Otto von Guericke em 1663 e somente em 1775, Martin Planta – de origem suíça a aperfeiçoou.

Em meados de 1831, Faraday, descobriu que sim, era possível transformar energia mecânica em energia elétrica, e foi considerado como um dos maiores avanços da ciência.

Sabemos que a eletricidade é a única maneira de energia que possui utilização, controle e conversão em outras maneiras de energia de maior relevância para os dias de hoje.

A energia elétrica, produzida por meio da conversão eletromecânica, pode ser reconvertida inúmeras vezes antes de ser utilizada. E ainda poderá ser utilizada, como é o caso de:

  • Térmicas – estufas;
  • Mecânicas – motores;
  • Química – reações eletroquímicas;
  • Luminosa – lâmpadas;
  • Diferentes meios de energia elétrica.

Força eletromotriz e geradores elétricos

Os geradores de energia elétrica são dispositivos que são capazes de efetuar a produção de energia elétrica a partir da transformação de uma outra maneira energética. Chamamos a energia produzida pelos geradores de força eletromotriz.

Eles são instrumentos que são utilizados por diversos tipos de empresas como hospitais, escolas, supermercados, indústrias, lojas, condomínios e até mesmo residências. A função básica de um gerador é transformar outros tipos de energia, mecânica ou química, em energia elétrica.

Existem diferentes tipos de geradores de energia elétrica, por exemplo, a “Máquina de Wimshurst”, e para escalas maiores os geradores de “Van de Graaf”, utilizados normalmente para empresas que precisam de altas tensões, mesmo que possuam baixa corrente e potência.

Nesses tipos de geradores, a densidade volumétrica de energia não é pequena, e para que se consiga maior quantidade de energia para ser convertida, é preciso um grande volume de acordo com a estrutura do gerador.

Porém, isso não vale para os geradores que se baseiam em princípios eletromagnéticos, pois eles permitem uma determinada concentração volumétrica de energia, do qual é ainda mais superior. Esse sistema é utilizado, por exemplo, em aceleradores de partículas.

Tipos de geradores

Nos dias de hoje podemos contar com muitos tipos de geradores elétricos e que podem ser divididos como:

– Geradores de energia que conseguem converter energia mecânica em elétrica

  • Gerador de síncrono;
  • Gerador de indução;
  • Gerador de corrente contínua.

Existem também os geradores que convertem energia química em elétrica – como é o caso dos geradores de células para combustível e também o caso das pilhas. Como também existem os que convertem a energia do sol em eletricidade, chamados de geradores fotovoltaicos.

Certamente os geradores elétricos foram um enorme passo para toda a humanidade, pois desde suas transformações com o passar dos anos, muitos outros objetos também foram inventados, como por exemplo, o funcionamento da TV, carros etc.

Não podemos deixar de citar também que os geradores são utilizados em locais onde não podem de maneira alguma, ocorrer qualquer tipo de imprevisto que esteja relacionado a falta de luz, como é o caso de supermercados e hospitais. Essa é uma invenção que revolucionou o mundo e como a sociedade pensava sobre distribuição de energia.

Através de muitos estudos, os princípios que são utilizados em geradores elétricos, vieram de inúmeros estudos e por isso que podemos garantir a complexidade desse equipamento. Existem atualmente, inclusive, maneiras de gerar energia sustentável, que vêm sendo pensadas através dos geradores elétricos.

Veja abaixo os geradores mais utilizados atualmente:

  • Gerador mecânico

Os geradores mecânicos são certamente os mais utilizados, além de ser eficiente e com inúmeras variedades, utilizam energia mecânica para poder ativar o gerador e assim começar a produção de energia elétrica.

A fonte de energia mecânica é muito variada, e pode funcionar por meio da combustão de orgânicos ou fósseis, e também de forças externas como é o caso da água, vento e fluídos aquecidos. Do qual o vapor irá gerar o movimento mecânico que é necessário para realizar tal atividade.

  • Gerador químico

Os geradores químicos são capazes de efetuar a conversão de energia através de reações químicas e em energia elétrica utilizável para os mais diferentes equipamentos. Ele pode armazenar os elementos que serão necessários para determinada reação, onde normalmente são ativados por meio de contato externo.

  • Gerador luminoso

Esses são os geradores que utilizam um semicondutor e/ou materiais que sejam semelhantes para efetuar a captação solar e convertê-la em energia elétrica. O silício é o material utilizado, que torna a fabricação desse tipo de gerador mais caro, pois o material possui um alto valor de mercado.

  • Gerador térmico

E por fim, o gerador térmico que é capaz de converter energia através de calor, ao contrário do que ocorre quando converte consequência do calor em qualquer tipo de energia. Em casos de geradores mecânicos, onde existe a queima de combustível – gerando calor e transformando o fluído em valor – movimentando turbinas que irão ativar o gerador.

Os geradores de energia são certamente uma das maiores descobertas de toda história, auxiliando milhares de pessoas. Além disso, o aluguel de geradores ajuda a manter o funcionamento de empresas, redes e outros, que precisam de energia fulltime.